Quadro dos Sonhos (Dream Board) – o que é e como usar 

O quadro dos sonhos – também chamado de dream board ou vision board – é uma ferramenta poderosa na organização e planejamento de objetivos de curto, médio e longo prazo. Pois está vinculado a visualização que é um recurso poderoso para o alcance de metas.  Quanto mais você se vê tendo alcançado seu objetivo, sentindo os sentimentos dessa conquista mais envia estímulos ao seu subconsciente de que essa é a sua realidade e ele se move nessa direção. 

Fonte: Pinterest

Ele consiste em você colocar em um quadro, de qualquer material ou tamanho – podendo ser até impresso em um papel grande – imagens e símbolos que representem os seus objetivos de curto, médio e longo prazo.  Usa-se imagens, palavras, símbolos, deixe a criatividade fluir na hora de montar, pode usar recorte de revistas, imagens impressas,  letras separadas,  enfim, tudo que te remeta a sua meta assim que o olhar. Ele concentra representações dos seus sonhos e de quem você quer ser em um futuro breve.  

O intuito é que sempre que bata os olhos se lembre – sem precisar pensar ou parar e pensar o que aquela imagem quer dizer – que todo o quadro te desperte sentimentos positivos, esperança e motivação.  Lembra da história do “uma imagem fala mais que mil palavras”?  Aqui ela se aplica na prática. 

Fonte:Pinterest 

Escolha poucos itens, mas itens que desperte emoções positivas fortes em você. Escolha os mais importantes ou os mais relevantes e desfiadores para serem representados, escolha objetivos que vão além de bens materiais também. E tenha cautela pois se poluir demais o quadro ele irá te confundir mais que motivar (lembra que tem de bater o olho e já sentir?). 

Mantenha seu quadro em um local de fácil visualização,  de preferência no quarto onde possa ver antes de dormir e ao acordar. Olhe para ele nesses dois momentos do dia e se conecte com os sentimentos,  se veja vivendo uma vida em que esses objetivos foram alcançados e esteja aberto para os sentimentos que provocam e as ideias que surgem para realizá-los. Tire um minuto todo dia para esse exercício,  ele te ajudará muito a manter o foco. 

Fonte: Pinterest

Eu sugiro também que tenha uma foto desse quadro na sua agenda ou no celular para que tenha sempre a mão quando precisar de um “gás” a mais ou precisar se lembrar do por quê está fazendo o que está fazendo.  

E você?  Já usou o quadro dos sonhos? Como foi?  Como fez? Me conta nos comentários. 

Anúncios

Minha escolha de planner para 2017

O Livre e Organizada surgiu do meu desejo de transmitir tudo que eu venho aprendendo nos últimos 10 anos no que se refere à organização do tempo e da vida. 

E como boa amante do papel, a agenda física sempre foi peça fundamental na minha organização. Uso agenda desde que me lembro como gente, rsrs, pelo menos desde os 11 anos, não consigo imaginar começar o ano sem uma.

Como já contei pra vocês aqui, estou sempre testando e experimentando novas ferramentas e métodos para organização e nos últimos anos testei o life planner. E como prometi hoje estou aqui para contar qual foi a minha escolha para 2017.

O planner vai além da agenda diária e agrega toda a sua organização pessoal em um único lugar. Expliquei em detalhes aqui,  lembra?Suas contas, suas senhas, seu controle de peso, tudo que você considerar importante ele pode ter, inclusive suas metas e objetivos para o ano. Não consigo mais me imaginar usando a agenda diária e mais outros cadernos.

Eu já usei o em pdf para impressão e já comprei o impresso e encadernado. Depois de experimentar os dois formatos optei pelo pdf pra imprimir.

Percebi que é o que funciona melhor para mim, pois costumo carregar na mochila alguns dias da semana e não só pro trabalho, mas também para onde vou depois. E o já impresso (estiloso e lindo🙈) ficou muito pesado, pois veio com todas as folhas e acessórios para o ano todo e mais capa dura e espiral de metal. Mesmo já imprimindo as folhas dos meses, tive condição de escolher materiais mais leves e não imprimir as folhas que já sei que não vou usar.

O planner para imprimir te permite acrescentar e retirar as folhas de acordo com o passar do ano ou as necessidades. Se você for “jeitosa(o)”, como eu,  pode encadernar, em uma xerox ou gráfica, e quando precisar tira o espiral para fazer as alterações,  se não for pode optar por aquelas argolas usadas para scrapbook ou um fichário, que você pode comprar um básico e customizar a capa para ficar com a sua cara ou ainda uma daquelas pastas de dois furos de escritório e usar contact para cobrir e deixar lindo (tem estampas masculinas também,  vai rsrs).

No primeiro ano eu usei um fichário, pois por ser a primeira vez não tinha ideia do que e quanto iria precisar, (e a desculpa de que não tem um furador de quatro furos não cola, por que eu usei um normal, de papelaria, de dois furos, é só marcar onde quer furar 😉). Já agora, optei por encadernar, pois já sei o quanto de páginas preciso e não tenho dificuldades para tirar e colocar a espiral conforme precisar.

Se você está buscando uma ferramenta de papel para se organizar mais completa o planner é a melhor opção.

E estou preparando uma novidade muito legal nessa área pra vocês.  Já já eu volto pra contar tudo.

Planejamento de ano novo é muito diferente de lista de desejos

Dezembro chega e o ímpeto de desejar coisas para o novo ano se instala.  

É um sentimento de renovação e esperança maravilhoso. Você tem certeza que tudo será diferente.  Pensar que o novo ano será muito melhor do que o que está acabando nos motiva e estimula.  E simplesmente fazemos uma lista com TUDO que desejamos para o novo ano e chamamos de “resoluções de ano novo”, que se perdem assim que carnaval acaba e o ano começa pra valer rsrsrs. 

Eu, particularmente, acho ótimo fazer listas para tudo nessa vida. E por isso não condeno a lista de desejos para o novo ano, pelo contrário acho bom você colocar no papel (físico ou virtual) tudo que deseja e almeja. Tudo mesmo,  inclusive os sonhos que parecem inalcansáveis mesmo com o otimismo de ano novo. 

Mas acho muito importante – já que meu papel aqui é trazer mensagens que te ajude a trilhar o caminho dos resultados – esclarecer pra você que isso não é planejamento. Se não há metas e prazos, não é planejamento, é lista de desejos, ok? Não me xingue, é a verdade kkkk🙈🙈

Escrever na sua lista que vai emagrecer 10 quilos sem estabelecer como fará isso, é desejo. Escrever que irá emagrecer 10 quilos até o mês x – e para isso fará uma reeducação alimentar com nutricionista e irá iniciar uma atividade física três vezes por semana – é um planejamento. Percebe a diferença?  

Tire um tempo para fazer o seu planejamento de ano novo. Extraia da sua lista de desejos os principais objetivos, aqueles que você quer muito realizar, aquele que você “precisa” que aconteça, e então faça um planejamento detalhado para eles. Torne-os metas para que você acompanhe ao longo do ano e faça as adaptações necessárias. Falamos aqui  sobre elaboração de metas, lembra? 

Quando traçamos metas ganhamos uma direção a seguir. Passamos a ter um rumo a seguir. Não que ele não vá mudar ao longo do caminho, mas como você sabe onde quer chegar os desvios não te fazem desistir, são só adaptação da rota.

Faça um planejamento para 2017, defina quem você quer ser e o que quer realizar no novo ano! 

E faça com que seja um ano realmente produtivo e repleto de resultados. 

Obs.: Desenhei um projeto específico para esse fim e início de anos em que quero te ajudar a fazer esse planejamento. Vamos juntos criar metas, prazos, estratégias e recompensas para que esses sonhos se tornem realidade em 2017. Me mande um email para ter mais informações. 

Como se organizar para o final de ano

Não sei quando você vai ler esse texto, mas eu o estou escrevendo a exatos 48 dias da chegada de 2017. Momento mais que propício para entrar no clima das festas de final de ano, concorda?

E entrar no clima não significa só montar árvore e enfeitar a casa, não é verdade?Também inclui todas as confraternizações, encontros, amigos oculto,  festas de família, etc,  etc.
Tem horas que parece que Dezembro deveria durar três meses, não é mesmo?? 

Por isso é muito importante se organizar nessa época do ano (e o ano todo também, vai!) para dar conta  – e aproveitar – todos os compromissos sociais, somados as questões profissionais.  Afinal, também é tempo de fazer relatórios, e avaliação, do ano que está acabando, e planejar o próximo ano (se já não estiver feito). 

  • Primeiro de tudo use a agenda.

Só confirme presença depois de confirmar em sua agenda se terá disponibilidade. É muito melhor avisar que não poderá ir do que confirmar e depois cancelar. 

  • Lembre que você não vai ganhar um clone de Natal. 

Por mais que você ame cada pessoa, de cada grupo a que pertença, não será possível estar presente em todos os eventos,  aceite. 

  • Priorize! Priorize!

Avalie bem a quais eventos vai comparecer. Tem de ser bem criteriosa mesmo. Avaliar inclusive o que as pessoas que irão estar lá te agregam.  

  • Equilíbrio acima de tudo 

Vida social, familiar e profissional vão te puxar para todos os lados nessa época.  No momento de priorizar busque o equilíbrio para que dê atenção a todos e lembre-se de se incluir nessa balança. 

  • Agende compromissos com você 

Guarde espaço na agenda pra você.  Sim! Por mais prazeroso que seja, tantos compromissos, e trabalho, vão te exigir muita energia. Planeje momentos para descansar,  para comprar o seu presente, para se cuidar. E principalmente para refletir sobre o seu ano. 

  • Aproveite!  Viva cada momento 

A cada compromisso que for, de fato esteja presente e aproveite o momento ao máximo.  Afinal,  fim de ano é tempo de celebrar o que vivemos e aprendemos ao longo do ano e nos encher de alegria e esperança para o novo ano.

Registrar é essencial no gerenciamento das finanças 

Todo gerenciamento envolve ter dados que embasem as decisões e estratégias a serem adotadas. 

O mesmo acontece com as nossas finanças, não há como gerenciar seus ganhos e gastos se não tem informações sobre eles, sobre o quanto entra e quanto sai ou pra onde vai.

É necessário que registre seus gastos para que tenha as informações necessárias para gerenciar. 

Não estou dizendo que precisa anotar cada centavo que gaste – apesar de ser a forma ideal para quem vá começar a organizar as finanças – mas que tenha registrado, seja em papel, aplicativo ou planilha, para onde o seu dinheiro vai.

Quanto gasta com transporte?  Quanto gasta com alimentação?  Quanto foi a conta do mercado no mês passado?  E há 3 meses atrás?  Que gastos aumentaram? Onde pode cortar custos para aplicar em um investimento??  Quanto de defasagem seu salário sofreu nos últimos meses ou anos? Quantos são os juros do seu cartão?  E a anuidade?  E quilo do restaurante onde almoça? 

Essas perguntas só podem ser respondidas se você mantiver algum tipo de registro da sua vida financeira.  E são esses registros que irão embasar as suas decisões futuras. Seja para saber o quanto pode economizar para aquela viagem especial, para trocar de carro ou qualquer outro objetivo que tenha ou simplesmente para fazer escolhas mais econômicas de consumo. 

A planilha é a melhor opção por facilitar a consolidação desses itens, podendo até já gerar os gráficos se você tiver conhecimento do programa. 

Um aplicativo no smartphone garante agilidade, você já pode lançar uma despesa assim que ela acontece.  E a maioria deles também oferece consolidação por grupos de despesas ou receitas. 

Mas para quem é fã do papel, um caderno funciona super bem. Você pode até registrar no caderno os custos e depois lançar na planilha para ter uma visão mais ampla. 

De acordo com o seu perfil ou preferência inicie já o registro das suas finanças.  Seu dinheiro é muito importante e suado para ser levado pelo vento, não acha?  

Como você faz para registrar seus gastos? Ficou com alguma dúvida? 

Me conta nos comentários.  

Como manter o foco em dias de cansaço físico 

Olá!!!  Andei sumida por conta de outros compromissos que me demandaram atenção, mas estou de volta com corda total. 

Tenho conversado com pessoas ao meu redor e a questão de foco e concentração em dias de cansaço físico, tem sido um ponto de dificuldade recorrente. 

Nos tempos atuais estamos sempre desempenhando vários papéis, e tendo de dar atenção a várias áreas, e pessoas, da nossa vida. E isso exige esforço e energia que algumas vezes vão além do habitual que o corpo está acostumado, nos deixando em baixa. E apesar do cansaço as demandas e responsabilidades continuam batendo a nossa porta, e temos de responder, não é mesmo?

Então, hoje quero falar um pouco com vocês sobre como manter o foco nesses dias, em que seu corpo só quer ficar na cama zapeando a tv. 

A primeira coisa é se tire da cama, não importa como nem por que simplesmente arranque você da cama, kkkk. 

Foto da internet

É claro que não vou te enganar e te dizer que tem uma fórmula mágica, ou que vai ser uma tarefa fácil.  Tem de querer muito para conseguir agir nesses dias. E esses são dias em que você tem de ser bem sensível consigo mesma para aceitar que não será o melhor dia, o mais estratégico,  mas que ainda assim pode ser um dia produtivo e proveitoso para suas atividades. 

Para isso, tenha clareza de seus objetivos e de suas prioridades.  Isso é essencial quando estamos dispersos,  pois serve como guia, um direcionador. Aliás,  servem em todos os momentos da nossa vida, os objetivos são o nosso trilho de trem, lembra?

Afinal,  pra quem não sabe onde vai qualquer caminho serve, já nos dizia o senhor coelho, certo?  😉

Tenha também suas tarefas definidas. Se você já tiver as ações futuras (mesmo que sejam só do dia seguinte) planejadas, só terá de concentrar seus esforços em realizá-las. Em vez de sofrer, e se cansar mais, pensando em tudo que deveria/queria fazer mas não tem energia. Divida as tarefas em pequenas etapas, assim não será massante e você poderá fazer mini intervalos entre elas e se manter no foco.

Movimente-se mais vezes que o habitual ao longo do dia. Levante, alongue-se e mexa-se para ajudar o sangue a circular e chegar ao cérebro com mais energia.  Isso também irá te manter acordada e te trazer de volta ao foco. Afinal ficar parada olhando pro computador sem fazer nada não é o sonho de quem quer ser produtivo,  não é mesmo? 

Vá entregar aquele documento pessoalmente, ou vá ao outro setor em vez de ligar. 

Encha só metade da garrafa de água por vez, assim terá de levantar para buscar mais e beberá água mais gelada, o que também ajuda a despertar. Aliás, se hidrate muito bem, se seu corpo está cansado ele precisa repor nutrientes e líquidos. 

Foto da internet

E acima de tudo, faça o que sabe que tem de fazer e não o que tem vontade. Claro que para isso você precisa estar organizada e com o planejamento em dia para saber o que precisa ser feito. Vai ser o seu melhor dia? Não,  mas ainda assim será um dia que vai ter resultados e vai garantir que seus planos se mantenham dentro dos prazos. 

E siga em frente afinal esses dias são a exceção e não a regra em nossa vida. Aliás, se eles estiverem sendo muito frequentes, procure um médico ou se reorganize, pois não dá para ter alta performance se vive cansada física e mentalmente. 😉 

Me conte nos comentários como você faz para manter o foco. 

Três coisas para organizar antes de julho acabar

​Tenho falado bastante esse mês sobre o segundo semestre.  E hoje vamos falar um pouco sobre três coisas que considero importantes você organizar ainda esse mês para ter mais tranquilidade no segundo semestre.

1- Férias do final do ano

Ok, ok. Eu sei que está longe rsrs. Mas todos sabem o quanto é possível economizar se começar a fazer reservas com antecedência, não é mesmo?  Tanto de passagens aéreas, quanto passeios e hospedagem saem por preços muito melhores se você fizer agora. 

Não precisa fazer as reservas amanhã, mas já pode fazer o planejamento e ter clareza do que precisa ser feito até lá. 

Para onde vai? Quantos dias?  Que passeios quer fazer? Quantas pessoas irão com você? Quanto ainda precisa economizar até lá?  O que precisa pesquisar sobre o local? Precisa comprar roupas ou acessório? Planeje sua viagem agora e tenha tempo para executar as tarefas envolvidas em vez de ficar sobrecarregada com tudo pra fazer na última hora.

2- Check up médico

“Ahhh o ano está voando”, “Não tenho tempo pra nada”, “nem vi o mês passar”, etc., etc. são frases rotineiras em qualquer conversa hoje em dia. E diante dessa nossa realidade a saúde fica para o último do último plano.

Sendo que sem ela nada mais vai, não é mesmo?

Então, lápis e papel na mão (ou teclado) e parta para a organização do seu check up: quando irá ligar para marcar a consulta médica? que médicos precisa ir? vai incluir dentista? poderá fazer os exames de imediato? Faça um panorama e já coloque na sua agenda a tarefa de ligar para marcar as primeiras consultas, assim não corre o risco de cair no esquecimento de novo. Eu sugiro que a marcação seja pra já 😉

3- Seu guarda roupas

Siiiimmm, seu guarda roupas merece uma atenção especial esse mês. Se estiver bagunçado então, a organização é mais urgente, rsrsrs. 

Sempre lembrando que organizar não é só arrumar, ok?
Com a temperatura voltando a subir aos poucos a partir de agosto, você já pode definir o que precisará comprar para as estações quentes e começar a separar as roupas e sapatos que acabaram ou não te serviram (por causa do tamanho ou do estilo) nesse inverno  para doar ou descartar.  Afinal, ninguém precisa de 10 pijamas surrados para dormir, não é verdade? Dê uma boa geral para ter clareza do que tem, e do que falta no seu armário.  

E você?  O que mais considera importante organizar esse mês de julho? Me conta nos comentários.  

Alguma dúvida ou sugestão de texto? Fala aí nos comentários também 😉