Como você vê a sua vida daqui a um ano?

Tirei esse card da imagem outro dia (até postei lá nos stories do Instagram, se não me segue ainda vá lá @bloglivre_e_organizada) e a do título era uma das perguntas nele e me trouxe muitas reflexões e quero dividir aqui com você sobre essa pergunta: Como você vê a sua vida daqui a um ano?

No primeiro momento que vi pensei logo na coincidência de tirar essas perguntas justamente quando estamos entrando no mês de novembro, rumo ao final de mais um ano.

Mas depois me dei conta que essa é uma pergunta que nos impacta em qualquer época do ano, não é mesmo?
Claro que final do ano nos damos conta que não realizamos tudo que imaginávamos – ou que realizamos muito mais – e os questionamentos e reflexões aumentam assim como a vontade de dar um último gás pra alcançar aquelas metas que só dependem de um esforço extra. Mas ainda assim percebo o quanto pode ser desafiador responder essa pergunta em qualquer momento do ano.

Muitas vezes sonhamos com o que queremos mas não planejamos e com isso as coisas acabam sendo esquecidas pelo caminho, ou são engolidas por outras necessidade. E essa pergunta nos traz um misto de: coisas que já sonhei e se perderam, com coisas que ainda não temos total clareza se queremos e como queremos.
Ou ainda vira uma grande interrogação 🙊🙊

Card do box Detox Mental

E, pra mim, isso se dá pelo motivo de só pensarmos no futuro na virada do ano, ou quando surge uma pergunta dessa, em vez de ser um hábito planejar os próximos passos, e refletir sobre o que queremos da vida.

Quando cultivamos o hábito de pensar a frente e identificar quais são os nossos objetivos com frequência fica cada vez mais fácil e natural e perde o peso.

Não estou aqui dizendo que temos de viver em função das metas e nos deixar aprisionar por isso. Mas sim quero trazer a reflexão de que se for um hábito pensar em o que queremos, e principalmente, quem queremos ser para o futuro, será mais simples e mais leve se deparar com essa pergunta pelo caminho. Até pra dizer que , “no momento não sei, estou reavaliando ou repensando”.

Agora, me conta com nos comentários como é pra você pensar em como estará a sua vida daqui a um ano. Você tem planos a curto, médio e longo prazo? Sabe quem você quer ser ou só o que quer ter? Qual o peso que essa pergunta te traz?

Mais um mês de dezembro chegou

E aqui estamos em mais um mês de dezembro, o novo ano batendo na porta e 2018 dando aquele tchauzinho maroto rs.

Qual o sentimento que dezembro te traz? de felicidade por tudo que conquistou ou de frustração por não ter dado tempo de fazer tudo que desejava?

Se você está feliz ótimo e se está frustrado ótimo também, por que ainda dá tempo de ir além do lugar em que está hoje (mesmo quem está satisfeito pode ir além).
Independente de qual seja o seu sentimento, o fato é que o ano sempre terá 12 meses e criamos expectativas maiores do que damos conta de realizar e além disso deixamos sonhos serem engolidos pela rotina e “correria” do dia-a-dia. Já falamos aqui sobre a diferença entre lista de desejos e planos de ano novo, lembra?

Mesmo 2018 estando se despedindo ainda temos quase 30 dias pela frente para dar um gás naquele objetivo, naquela meta, para alcançar ou ao menos dar início a alguma etapa para a realização.

Meu convite hoje é para você parar tudo e tirar 30 minutos (só 30 mesmo!) para avaliar seus planos para 2018 e ver o que ainda dá para realizar esse mês e partir pra ação.

Sem desculpas ou argumentos de que não dá mais, que isso ou aquilo, simplesmente escreva aí o que você pode fazer nessas semanas para cada meta/desejo que ainda está pendente e escolha uma ou duas ações possíveis para fazer antes de 30 de dezembro. Pode ser começar aquele curso que tanto quer, começar a ler aquele livro, iniciar uma nova atividade, começar a pesquisar para aquela viagem, o que for.

Te garanto que você vai terminar 2018 com muito mais ânimo e já vai começar 2019 no ritmo para realizar todos os seus objetivos. Ah! 2019 é assunto pra ooooutro post 😉.

Aproveita e me conta nos comentários como foi 2018 pra você. Conseguiu se organizar e realizar mais ou está no processo?

Quadro dos Sonhos (Dream Board) – o que é e como usar 

O quadro dos sonhos – também chamado de dream board ou vision board – é uma ferramenta poderosa na organização e planejamento de objetivos de curto, médio e longo prazo. Pois está vinculado a visualização que é um recurso poderoso para o alcance de metas.  Quanto mais você se vê tendo alcançado seu objetivo, sentindo os sentimentos dessa conquista mais envia estímulos ao seu subconsciente de que essa é a sua realidade e ele se move nessa direção. 

Fonte: Pinterest

Ele consiste em você colocar em um quadro, de qualquer material ou tamanho – podendo ser até impresso em um papel grande – imagens e símbolos que representem os seus objetivos de curto, médio e longo prazo.  Usa-se imagens, palavras, símbolos, deixe a criatividade fluir na hora de montar, pode usar recorte de revistas, imagens impressas,  letras separadas,  enfim, tudo que te remeta a sua meta assim que o olhar. Ele concentra representações dos seus sonhos e de quem você quer ser em um futuro breve.  

O intuito é que sempre que bata os olhos se lembre – sem precisar pensar ou parar e pensar o que aquela imagem quer dizer – que todo o quadro te desperte sentimentos positivos, esperança e motivação.  Lembra da história do “uma imagem fala mais que mil palavras”?  Aqui ela se aplica na prática. 

Fonte:Pinterest 

Escolha poucos itens, mas itens que desperte emoções positivas fortes em você. Escolha os mais importantes ou os mais relevantes e desfiadores para serem representados, escolha objetivos que vão além de bens materiais também. E tenha cautela pois se poluir demais o quadro ele irá te confundir mais que motivar (lembra que tem de bater o olho e já sentir?). 

Mantenha seu quadro em um local de fácil visualização,  de preferência no quarto onde possa ver antes de dormir e ao acordar. Olhe para ele nesses dois momentos do dia e se conecte com os sentimentos,  se veja vivendo uma vida em que esses objetivos foram alcançados e esteja aberto para os sentimentos que provocam e as ideias que surgem para realizá-los. Tire um minuto todo dia para esse exercício,  ele te ajudará muito a manter o foco. 

Fonte: Pinterest

Eu sugiro também que tenha uma foto desse quadro na sua agenda ou no celular para que tenha sempre a mão quando precisar de um “gás” a mais ou precisar se lembrar do por quê está fazendo o que está fazendo.  

E você?  Já usou o quadro dos sonhos? Como foi?  Como fez? Me conta nos comentários. 

Planejamento de ano novo é muito diferente de lista de desejos

Dezembro chega e o ímpeto de desejar coisas para o novo ano se instala.  

É um sentimento de renovação e esperança maravilhoso. Você tem certeza que tudo será diferente.  Pensar que o novo ano será muito melhor do que o que está acabando nos motiva e estimula.  E simplesmente fazemos uma lista com TUDO que desejamos para o novo ano e chamamos de “resoluções de ano novo”, que se perdem assim que carnaval acaba e o ano começa pra valer rsrsrs. 

Eu, particularmente, acho ótimo fazer listas para tudo nessa vida. E por isso não condeno a lista de desejos para o novo ano, pelo contrário acho bom você colocar no papel (físico ou virtual) tudo que deseja e almeja. Tudo mesmo,  inclusive os sonhos que parecem inalcansáveis mesmo com o otimismo de ano novo. 

Mas acho muito importante – já que meu papel aqui é trazer mensagens que te ajude a trilhar o caminho dos resultados – esclarecer pra você que isso não é planejamento. Se não há metas e prazos, não é planejamento, é lista de desejos, ok? Não me xingue, é a verdade kkkk🙈🙈

Escrever na sua lista que vai emagrecer 10 quilos sem estabelecer como fará isso, é desejo. Escrever que irá emagrecer 10 quilos até o mês x – e para isso fará uma reeducação alimentar com nutricionista e irá iniciar uma atividade física três vezes por semana – é um planejamento. Percebe a diferença?  

Tire um tempo para fazer o seu planejamento de ano novo. Extraia da sua lista de desejos os principais objetivos, aqueles que você quer muito realizar, aquele que você “precisa” que aconteça, e então faça um planejamento detalhado para eles. Torne-os metas para que você acompanhe ao longo do ano e faça as adaptações necessárias. Falamos aqui  sobre elaboração de metas, lembra? 

Quando traçamos metas ganhamos uma direção a seguir. Passamos a ter um rumo a seguir. Não que ele não vá mudar ao longo do caminho, mas como você sabe onde quer chegar os desvios não te fazem desistir, são só adaptação da rota.

Faça um planejamento para 2017, defina quem você quer ser e o que quer realizar no novo ano! 

E faça com que seja um ano realmente produtivo e repleto de resultados. 

Obs.: Desenhei um projeto específico para esse fim e início de anos em que quero te ajudar a fazer esse planejamento. Vamos juntos criar metas, prazos, estratégias e recompensas para que esses sonhos se tornem realidade em 2017. Me mande um email para ter mais informações. 

Como definir metas SMART

Quando falamos aqui de definição de objetivos mencionei que eles precisam ser “quebrados” em metas. Hoje vamos falar sobre como formular essas metas que nos levarão a atingir nossos objetivos de curto, médio e longo prazo.

Uma meta é como se fosse um degrau para o nosso objetivo, que está lá no topo. São etapas que nos levarão a alcançar o objetivo.

Para ser efetiva, e de fato nos levar aonde queremos chegar, uma meta precisa ser clara e objetiva. Precisa te motivar,  precisa te desafiar e precisa ser parte de algo maior e mais importante.

image

Atualmente a melhor forma de definir metas e pela metodologia SMART. Que define critérios e nos direciona a definir as metas de forma que fiquem claras e bem específicas.

A técnica SMART é um acróstico,  ou seja, uma palavra formada pelas iniciais das palavras.
Para a meta ser SMART ela precisa ser:

eSpecífica
Precisa especificar a meta muito bem para que ela fique clara na sua mente. Não adianta dizer que quer emagrecer, tem de especificar.  Quantos quilos quer emagrecer?  Em quanto tempo? De que forma vai perder peso?

Responda as perguntas – Como? Quando? Onde? Por que? Qual? Quem?

Mensurável
Toda meta precisa de métricas para que perceba se a está atingindo ou não.
Como vai saber de realmente está emagrecendo? Se pesando, certo? Isso é uma forma de mensurar sua meta. Se você estiver pesando x quilos na data y você atingiu a sua meta.

Responda as perguntas – baseado em que vou saber se alcancei? Quantos?

Alcançável
Uma meta precisa ser possível de ser atingida,  precisa te desafiar ao mesmo tempo que é viável de executar. Não significa só definir metas fáceis e sim ser realista, para não desistir no meio do caminho e se frustrar.
Não adianta dizer que vai perder 30 quilos em um mês.  Melhor definir que vai perder 10, 7 em um mês,  ainda é desafiante porém mais possível de se alcançar.

Responda as perguntas – como calculo essa meta? Está de acordo com a minha realidade?  O quanto exigirá de mim?

Relevante
A meta deve estar ligada à algo maior, pois é isso que irá te manter motivado em realizar. A relevância está ligada ao significado do objetivo que está por trás dessa meta.
Se você tem consciência do motivo pelo qual você quer emagrecer isso irá te impulsionar quando vierem as tentações.

Responda as perguntas – Por que? Pra que? Como quero me sentir?

Temporal
Prazo. Toda meta tem de ter um prazo exato para acabar ou não é meta. Isso nos garante a motivação, o foco e a disciplina.
Tem de definir em quanto tempo perderá os quilos que planejou. Perderá x quilos até o dia tal do mês tal.
E o sentimento de realização é maravilhoso quando você alcança uma meta no prazo, não é verdade? Isso que nos move.

Responda as perguntas – quando?  Em quanto tempo? Que data?
Com esses itens bem definidos você terá uma meta SMART definida e pronta para ser alcançada. Não estou dizendo que vai ser fácil por que está definida, estou dizendo que vai ser possível. 

Vale sempre lembrar que cada meta está ligada a um objetivo e interligada com outras metas desse objetivo. Por isso o foco em realizá-las como planejado é tão importante,  assim garantirá que você alcance seus objetivos, seus sonhos. Então disciplina é essencial sempre.

Detalhe ao máximo sua meta, para que sua mente a visualize e gere um sentimento de empolgação, isso fará com que tenha vários recursos internos que te impulsione a persistir e se dedicar para alcançar.

image