Três coisas para organizar antes de julho acabar

​Tenho falado bastante esse mês sobre o segundo semestre.  E hoje vamos falar um pouco sobre três coisas que considero importantes você organizar ainda esse mês para ter mais tranquilidade no segundo semestre.

1- Férias do final do ano

Ok, ok. Eu sei que está longe rsrs. Mas todos sabem o quanto é possível economizar se começar a fazer reservas com antecedência, não é mesmo?  Tanto de passagens aéreas, quanto passeios e hospedagem saem por preços muito melhores se você fizer agora. 

Não precisa fazer as reservas amanhã, mas já pode fazer o planejamento e ter clareza do que precisa ser feito até lá. 

Para onde vai? Quantos dias?  Que passeios quer fazer? Quantas pessoas irão com você? Quanto ainda precisa economizar até lá?  O que precisa pesquisar sobre o local? Precisa comprar roupas ou acessório? Planeje sua viagem agora e tenha tempo para executar as tarefas envolvidas em vez de ficar sobrecarregada com tudo pra fazer na última hora.

2- Check up médico

“Ahhh o ano está voando”, “Não tenho tempo pra nada”, “nem vi o mês passar”, etc., etc. são frases rotineiras em qualquer conversa hoje em dia. E diante dessa nossa realidade a saúde fica para o último do último plano.

Sendo que sem ela nada mais vai, não é mesmo?

Então, lápis e papel na mão (ou teclado) e parta para a organização do seu check up: quando irá ligar para marcar a consulta médica? que médicos precisa ir? vai incluir dentista? poderá fazer os exames de imediato? Faça um panorama e já coloque na sua agenda a tarefa de ligar para marcar as primeiras consultas, assim não corre o risco de cair no esquecimento de novo. Eu sugiro que a marcação seja pra já 😉

3- Seu guarda roupas

Siiiimmm, seu guarda roupas merece uma atenção especial esse mês. Se estiver bagunçado então, a organização é mais urgente, rsrsrs. 

Sempre lembrando que organizar não é só arrumar, ok?
Com a temperatura voltando a subir aos poucos a partir de agosto, você já pode definir o que precisará comprar para as estações quentes e começar a separar as roupas e sapatos que acabaram ou não te serviram (por causa do tamanho ou do estilo) nesse inverno  para doar ou descartar.  Afinal, ninguém precisa de 10 pijamas surrados para dormir, não é verdade? Dê uma boa geral para ter clareza do que tem, e do que falta no seu armário.  

E você?  O que mais considera importante organizar esse mês de julho? Me conta nos comentários.  

Alguma dúvida ou sugestão de texto? Fala aí nos comentários também 😉

Anúncios

O registro dos objetivos de curto, médio e longo prazo te levarão mais longe

image

“Se não importa para onde vai, não importa que caminho vai tomar”. Alice no País das Maravilhas

Ter consciência do que se quer e para quando quer. É disso o que se trata,  para mim, quando falamos de estabelecer objetivos.
Não se trata de nada engessado e quadrado, não é regra que você morrerá se não cumprir exatamente o que escreveu naquele prazo, rsrs. 
É ter uma direção a seguir, para te nortear na hora de fazer escolhas. Seja para que área da vida for, as decisões são mais favoráveis quando elas tem um embasamento. E os objetivos nos ajudam a ter esse embasamento. Se tenho uma meta de economizar x reais por mês por conta do meu objetivo do plano de aposentadoria, isso irá embasar a minha decisão de não comprar algo fora do orçamento, por exemplo.

Objetivo é aquilo que desejamos alcançar  através de uma ação clara e explícita. É aquilo que nos move.  É a nossa bússola. Um objetivo se desdobra em metas, que se desdobra em tarefas e/ou ações.

image

Como você já deve ter percebido, eu sempre bato na tecla de ter a consciência dos seus objetivos. Eu acredito que sem consciência de quem somos e do que queremos, simplesmente seguimos a vida sendo guiados pelos objetivos dos outros. Que nos demandam coisas e necessidades que eles já tem consciência de que precisam. E quando nos damos conta, os anos já passaram e apesar de estar sempre em movimento e “na correria” não alcançamos os nossos grandes sonhos, pelo simples fato de que eles não nortearam as nossas decisões diárias.

Registre seus objetivos, saiba de cor quais são e por que eles são importantes. Tenha os como um norte mesmo.

Então vamos falar sobre a divisão dos objetivos na linha do tempo, os objetivos de curto, médio e longo prazo.

Objetivos de longo prazo são aqueles objetivos a serem alcançados em um prazo acima de cinco anos. Pode ser 10, 20, 30 também,  rsrs. Aqui entram também os objetivos de vida, além do que se quer ter o que você quer ser. 
A mestra Thais Godinho,  do blog Vida Organizada ,  diz– e eu concordo – que os objetivos de longo prazo devem ir além e incluir os planos pra vida mesmo: objetivos de como quer ser lembrada, como quer ter vivido , o que quer ver quando olhar pra trás no fim da vida. Quer ter tido liberdade financeira?  quer ter sido referência na sua profissão?  quer ter sido o melhor pai, a melhor mãe? quer ter sido muito feliz? Inclua esses objetivos na sua lista. 
Defina quais são os seus objetivos pensando no que quer para daqui a cinco, dez anos, para a sua vida. Tenha em mente as grandes áreas da sua vida – familiar, profissional, espiritual, patrimonial, etc – e defina os seus objetivos.
Agora, defina poucos objetivos de longo prazo para que não se sinta sobrecarregada e desista deles pelo caminho por achar que não dará conta.

Os objetivos de médio prazo são aqueles acima de um ano a até cinco anos. São aqueles desejos que ainda não foi possível realizar por que exige um pouco de planejamento, sabe? Aquela viagem ao exterior, ter filho, casar, ter um carro, etc Lembre-se ao definir os seus objetivos de médio prazo que eles devem contribuir para os de longo prazo, assim fica mais

Os objetivos de curto prazo são o agora, os objetivos para até um ano. São os objetivos mais práticos e do dia-a-dia. Eles são os degraus para os objetivos de médio e longo prazo, é o que você pode fazer hoje para conseguir alcançar aqueles objetivos. Se você colocou como objetivo de médio prazo fazer uma viagem para o exterior, defina um objetivo de curto prazo de juntar x reais por ano ( ou por mês) até a data da viagem e um de estudar o idioma do país pra onde vai, por exemplo.

Uma vez seus objetivos traçados destrinche-os em metas e ações. Por que é aí que a ação começa.

Revise sempre seus objetivos,  eles precisam estar claros na sua cabeça para te conduzir no caminho certo. E não se acanhe de mudar de objetivos,  estamos sempre passando por mudanças, por aprendizados e isso se refletem nos objetivos.

Eles tem de refletir você, ok?

Então mãos a obra!
 

Um abraço,
Gheyza Oliveira