Bullet Journal – o que é e como usar

image

Organização exige vontade e disciplina no início, mas depois torna-se algo natural e orgânico. Quando vira hábito, naturalmente realizamos as atividades de forma mais organizada. Ontem falei com uma amiga, que me dei conta que tenho uma tarefa grande se aproximando e na mesma hora já me “baixou” um check-list rsrsrsrs.

Então, meu convite hoje é para você que quer iniciar uma organização de forma eficiente. Minha amiga Carol me pediu esse post então lá vai.

Conheça o Bullet Journal, ele é uma ferramenta ótima para quem quer iniciar de uma forma mais simples e prática.

Bullet Journal é um sistema que podemos definir como o uso de um caderno que concentra todas, ou quase todas, as suas atividades.  Ele é ideal para pessoas que tem o hábito de espalhar em diferentes locais o que precisa fazer e acaba se perdendo. Sabe aquele monte de “post-it“e papéis de rascunho que você anota e acaba esquecendo onde colocou? Junte tudo no Bullet e tenha controle do que precisa ser feito e de como estão andando os seus projetos.

Normalmente as pessoas usam um caderno estilo “Moleskine” com folhas quadriculadas para o Bullet, como na foto abaixo. Só que ao meu ver você pode começar com o caderno que já tiver aí agora,  afinal o importante é começar. 😉

image

Vamos a como funciona

O sistema ensina a você numerar as páginas do caderno e na primeira página dupla escrever Índice onde irá colocar os meses e ao lado de que página a que página foi. Assim poderá achar mais facilmente as informações indo direto a página,  caso saiba o mês. Escreva só os meses, e no fim de cada mês anote as páginas usadas para aquele mês.  Ex. Março – 25 a 38.
Isso permite começar a qualquer momento a implementação desse sistema em contrapartida da agenda que fica com as páginas em branco.

image

Na próxima página, coloque o mês no topo e liste os dias do mês como número e como letra do dia da semana. Ex. 1- Q, 2 – S. Ao lado de cada dia coloque o objetivo para aquele dia ou a tarefa número 0 (aquela que você morre se não fizer, sabe? kkkkk) . Se preferir, pode deixar para anotar no final do dia e escrever o seu grande sucesso do dia.

image

Na página ao lado já comece o seu bullet propriamente dito. Anote o dia no topo e liste as tarefas a serem realizadas com um quadradinho no início para que você possa marcar quando concluir, como mostra a foto abaixo. Nesse caso, não precisa priorizar, vá listando conforme for lembrando e pode acrescentar ao longo do dia.

image

O sistema tem uma simbologia própria para facilitar a diferenciação dos tipos de atividades,  já que estão todas em lista. Essas da imagem são as básicas e você pode criar a sua própria se preferir, usando cores, inclusive, no lugar dos símbolos.
Como as referências são em inglês segue um mini glossário:

Task = tarefa
Subtask = subtarefa ou ação “desdobrada” de uma tarefa
Event = evento ou compromisso
Explore = pesquisar
Priority = prioridade
Completed = completa
Note = Anotações

image

Quando você não consegue fazer ou terminar a tarefa, você deixa o quadradinho em branco. No dia seguinte você olha a sua lista do dia anterior, e verifica se ficou algum quadradinho em branco e passa para o novo.
Há pessoas que orientam que você leve as tarefas não realizadas em um mês pro outro, eu acho muito tempo e sugiro que leve pro próximo dia, pra não se perder. 

É isso! Viu como é simples?

Você pode incrementar e ter listas fixas de compras, cardápio da semana, livros para ler ou o que sua criatividade mandar. Coloque no índice onde estão para facilitar a busca.

Minhas considerações

Esse sistema é bem funcional para quem está começando a se organizar. Pois é um grande passo por já concentrar os afazeres de uma forma simples e prática.
Para mim, ele é exatamente isso: um primeiro passo simples e fácil, para quem quer criar o hábito de se organizar e já desistiu de agenda e papeizinhos. Que no fim você ainda depende de outros aplicativos, ou da sua memória,  uma vez que ele não te permite já anotar atividades para dias futuros, o que é pouco producente.

Considero que a legenda foi uma ótima solução para que possamos colocar outros tipos de ações no bullet que não seja do tipo “feito ou não feito” dando mais abrangência a lista a ser feita.

E definitivamente o ponto alto do bullet é a flexibilidade,  por serem páginas em branco você pode fazer anotações, abaixo das tarefas daquele dia, sem atrapalhar o dia seguinte.  Então, as anotações de um curso ou reunião vão ter todo espaço do mundo dentro do dia que você participou e estará a mão qd precisar. Pode ainda criar uma lista de um projeto novo no meio do caderno. Ou pode pular os dias de férias e retomar na mesma página quando voltar.

E o ponto baixo é que é totalmente no papel,  se esquecer seu caderno em casa ou no trabalho não terá como resgatar o que precisa fazer. Para minimizar isso, eu sugiro que faça backups regulares escaneando para o evernote assim poderá acessar de onde estiver. 

Um abraço,
Gheyza Oliveira

Anúncios

2 comentários sobre “Bullet Journal – o que é e como usar

  1. Obrigada Ghe!
    Estou usando as legendas na minha agenda, não comprei um caderno especifico pra isso.
    Tem uma galera na internet que passa tanto tempo enfeitando o journal que não sei como arruma tempo para realmente realizar as tarefas.
    rsss
    Beijo!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s